Quando uma criança ou adolescente tem seus direitos violados, ela é encaminhada para um abrigo.  Porém, as políticas de atenção a crianças e adolescentes precisam estar articuladas com ações de ajuda às famílias para evitar a institucionalização ou abreviá-la quando se mostrar excepcionalmente necessária. Quando a separação for inevitável, as crianças e seus familiares precisam receber cuidados para facilitar e abreviar a reintegração, ou, em último caso, alocação em lares definitivos. Nesse intermédio, para evitar a institucionalização em abrigos em um panorama de superlotação, ocasionando muitas vezes na interrupção do processo de desenvolvimento da criança e do adolescente, durante os trâmites legais do processo jurídico, essas crianças em situação de risco são alocadas em lares temporários especiais: A Família Acolhedora.

"Para um futuro promissor, guie uma criança pelo caminho do afeto, e guie-se por ela de vez em quando."

Nossa Missão

Organizar o acolhimento em famílias acolhedoras de crianças e adolescentes afastadas por um período determinado do convívio familiar por meio de medida protetiva (ECA, Art. 101) em função de abandono ou cujas famílias ou responsáveis estejam impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção, em situação de risco pessoal e social, dando-lhes acolhida, amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária, proporcionando condições necessárias para o convívio familiar.

Image by Thiago Cerqueira
 
Man Carrying criança nos braços

Como Fazemos?

Captamos possiveis acolhedores para cuidarem temporariamente de crianças em situação de risco, e promovemos atendimento temporário de crianças e adolescentes, afastados de suas famílias por meio de medida protetiva. São ações desenvolvidas através de encontros semanais, atendimento psicossocial, audiências de conciliações possibilitando retomar o vínculo e reintegrar a criança no ambiente familiar.

Inscrição

Inscreva-se na capacitação da Família Acolhedora e receba o contato de nossas assistentes sociais para validação dos dados

Entrevista

Faça a entrevista com a assistência social para primeiras apresentações formais e avaliação da possibilidade do acolhimento

Capacitação

Participe daos encontros online de capacitação com os responsáveis pelo serviço de acolhimento familiar

Habilitação

Encontre a criança que será acolhida pela sua família e inicie sua história de amor e caridade

Fim do Ciclo

Finalize o ciclo de acolhimento da criança e veja toda felicidade que seu amor proporcionou a ela

Inscreva-se Já!

nosso impacto

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora iniciou em 2011, atendendo 10 (dez) crianças/adolescentes, em 2012 ampliou para 15 crianças/adolescentes, passando em 2016 para 30 crianças e, finalmente em 2020, 41 crianças, sendo necessário a ampliação da equipe técnica, atualmente composta por 01 coordenador, 03 assistentes sociais, sendo um técnico de referência, 02 psicólogos, 02 cuidadores infantis, 01 motorista e 01 auxiliar de limpeza. Conta com uma infraestrutura adequada, espaços amplos, arejados, ventilados e de fácil acesso a localização, contendo salas de equipe técnica,  salas de visita,  sala de atividade coletiva, sala de almoxarifado,  área de serviço,  sala de recepção,  sala para as cuidadoras,  cozinhas, sendo uma externa e  banheiros. Para manutenção das atividades, contratação de pessoal e todas as despesas relacionadas ao serviço, conta com Termo de Colaboração junto a Prefeitura Municipal de Bauru, através de recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente. 

Entre em Contato

logo-whatsapp-sem-fundo.png